DENGUE_BTG_NOV
Artigo

Solidariedade sinônimo de Amor

Por Regina Dovale*

06/05/2019 11h49Atualizado há 7 meses
Por: Redacao
Fonte: Regina Dovale
Quando o nosso coração é tocado por uma situação ou algo e sentimos como se fosse em nós, ou em um dos nossos, verdadeiramente estamos sendo solidário. (Foto: Ilustração)
Quando o nosso coração é tocado por uma situação ou algo e sentimos como se fosse em nós, ou em um dos nossos, verdadeiramente estamos sendo solidário. (Foto: Ilustração)

Ao longo de nossa existência só percebemos que somos solidários quando recebemos um elogio ou uma crítica por termos passado por uma situação de comoção. Se for pensar que todo o cidadão deve, ou "deveria” ser solidário, a concepção do outro seria mais humanizada.

Ser solidário é algo nato, vem de dentro de nós, isso faz com que sempre estejamos vivendo e sentindo essa sociedade ao qual estamos inseridos. Ai vem uma indagação, em quais situações eu sou solidário, quando realmente eu sinto a dor do outro, quando eu retribuo ao outro aquilo que recebo de bom e se não recebo nada de bom, eu sou solidário mesmo assim?

Vale ressaltar que a solidariedade aquece a alma dos que recebem e dos que doam. As pessoas que sentem a necessidade de ver o outro bem, é uma dádiva, isso pode ser visto no ambiente familiar, no ambiente profissional, na sociedade civil em geral. Muitos entram e saem dos ambientes que convivem como se não pertencessem a aquele local, esses com certeza não conseguem e não querem ser solidários. Outros pelo contrário percebem tudo a sua volta, os sorrisos, as tristezas, o jeito de falar, o tipo de movimento, o respirar, por exemplo; essas com certeza se colocam na situação que o outro se encontra, passam a viver lado a lado, percebendo os seus desafios e conquistas.

O que distingue uma pessoa solidária de outra não solidária é o amor que ela expressa em tudo que faz, é não ter inveja e nem rivalidade, é conseguir ver o outro feliz e viver sem vaidades.

Na nossa sociedade falta hoje essa solidariedade de reciprocidade, de companheirismo, sem se armar ou esperar nada em troca.  "Ajudar" o outro é algo além do financeiro, é um abraço, uma palavra amiga, é estar por perto, mesmo sendo através de um telefonema, de uma mensagem.

A solidariedade atravessa fronteiras e aproxima pessoas, nos mais longínquos lugares as pessoas conseguem serem atingidas e estarem próximas umas das outras. Ser um cidadão efetivamente é um ato de solidariedade.

Quando o nosso coração é tocado por uma situação ou algo e sentimos como se fosse em nós, ou em um dos nossos, verdadeiramente estamos sendo solidário. E todo cidadão, para ser eterno aprendiz do valor da solidariedade, tem de praticá-la diariamente, pela vida toda.

*Regina Duarte de Barros Dovale é ex-vereadora e atualmente secretária Municipal de Educação de Bataguassu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias